Não tenho talento para telepata, nem me aventuro nas artes de adivinhação, mas já perdi a conta das vezes que intui que o pensamento que passava na cabeça do meu interlocutor era exatamente este: “Pro que é, tá bom.”.

037_PARATODOS_marianaperrifotografia (1)
FOTO DE MARIANA PERRI.     DESCRIÇÃO DA IMAGEM: a foto mostra um muro onde foi pichado: “VAI SER ASSIM?” 

Estas epifanias tiveram início depois do nascimento do meu filho do meio que tem hoje 11 anos e síndrome de Down. Desde comentários de censura de estranhos dirigidos a nós, pais, quando ele manifestava algum comportamento inadequado “Deixa ele!” ou “Tadinho, ele não entende…”. Até médicos já manifestaram este tipo de convicção, o que torna a coisa ainda mais nociva.

A mais recente foi numa consulta ao oftalmologista. Fomos fazer a revisão anual. Muito importante pra nós porque a visão é um de seus pontos fracos. Por causa do nistagmo congênito, ele tem baixa visão e, além disso, uma miopia significativa. Procuramos não deixar de atualizar a lente anualmente para ajudar ao máximo a corrigir o que é possível de sua acuidade visual. Pois bem, lá fomo nós à consulta.

Desta vez, meu filho não colaborou em nada nos exames. Estava desatento, de saco cheio e não juntou lé com cré. Pois bem, o médico fez aquela avaliação através dos aparelhos e da refração da luz, mas ficou sem o feed back de qualidade de visão que ele deveria ter dado. O médico argumentou que seria suficiente e que fazem a avaliação desta forma com crianças pequenas e que seria preciso o bastante.

Mas a cereja do bolo veio quando, ao final da consulta, foi feita a comparação do quanto o grau mudou, comparado ao da última consulta. A miopia passou de 3 para 4,5. E lá veio a bomba: se eu não estivesse planejando novos óculos, que tava bom assim, não faria muita diferença pro Rafa, não. Tive que engolir, pela enésima vez a mensagem “pro que é tá bom” e me calar. Até quando??

Até quando vamos alimentar este tipo de conduta? Até quando vamos depositar nas pessoas com deficiência as expectativas mais baixas? Até quando vamos lhes negar direitos e respeito? Até quando deixaremos de investir já que não vai dar em nada mesmo?! Até quanto restringir o investimento porque pro que é tá bom? Chega! Até quando vai ser assim? (Carla Codeço)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s