Taís, eu aceito o seu convite

Eu aceito o seu convite para que todos tenham as mesmas possibilidades. Eu aceito o seu convite de olhar para o outro com afeto. Eu aceito o seu convite de entender que o outro é uma extensão de mim. Eu aceito o seu convite porque, assim como você, eu também quero criar filhos livres e … Continue lendo Taís, eu aceito o seu convite

Conhecemos mesmo nossos filhos?

Por Fabiana Ribeiro* O recente caso do jovem que atirou em alunos de uma escola em Goiânia reacendeu o debate sobre bullying. Afinal, esse teria sido o motivo de toda a sua raiva contra seus colegas. Precisamos, porém, ir mais além. A tragédia precisa nos fazer repensar sobre o tipo de pais que somos para nossos filhos. E, assim, nos … Continue lendo Conhecemos mesmo nossos filhos?

Enem: inclusão foi a zebra da vez

Nunca tanta gente pensou em inclusão como no último domingo. Do Oiapoque ao Chui, milhares de estudantes tiveram de escrever sobre os desafios da inclusão escolar das pessoas com deficiência auditiva no Enem. Do lado de fora, as pessoas debatiam o assunto com textos apaixonados, ultrajados, reflexivos ou acusadores. Vídeos contra, vídeos a favor. Ativistas, … Continue lendo Enem: inclusão foi a zebra da vez

Molho para todos

Por Fabiana Ribeiro* Inclusão no molho dos outros é refresco. Foi o que pensei quando fechei a tampa do dia do aniversário do Pedro, meu filho mais velho. E, em seguida, comemorei: o marido fora mais inclusivo do que eu – logo eu, tão atenta aos detalhes da inclusão e aos dilemas das pessoas com deficiência.  Bem, senta … Continue lendo Molho para todos

Nem todos conseguirão

DESCRIÇÃO DA IMAGEM: a foto, em preto e branco, mostra uma criança concentrada na sua leitura. Foto de Mariana Perri É verdade, nem todos conseguirão. Nem todos conseguirão permanecer 50 minutos concentrados nos meandros da Inconfidência Mineira. Nem todos conseguirão entender que toda-proparoxítona-tem acento. Nem todos conseguirão entender sequer o que é proparoxítona. E as … Continue lendo Nem todos conseguirão

Paratodos na Crescer: “Nossos filhos incríveis”

Por Fabiana Ribeiro, Incluir para Crescer* Nossos filhos incríveis são inteligentes. Tíssimos, eu diria. Os boletins não nos deixam mentir. Certamente, quando há algo errado ali numa nota ou noutra, o erro é da escola - com seus métodos de ensino antigos e aulas pouco atrativas. São os gênios da matemática, futuros Machados ou Clarices, verdadeiros … Continue lendo Paratodos na Crescer: “Nossos filhos incríveis”

Uma sociedade deficiente de direitos

Não importa qual seja a deficiência. Quando tratamos por direitos, não estamos falando de questões individuais. Ou seja: pouco importa se uma criança nasce com microcefalia, anda de cadeira de rodas ou tem Síndrome de Down. Importa, claro, para as famílias, seus amigos, parentes e médicos. Mas, em termos de direitos, pouco interessa a sua … Continue lendo Uma sociedade deficiente de direitos

Sem rampa para o xixi

A escolha do restaurante havia sido feita assim que o aniversariante decidira comemorar mais um ano de vida num jantar com família e poucos amigos. Para o anfitrião, a especialidade da casa importava menos do que a rampa na porta da entrada. Não à toa. Um dos convidados ainda se recuperava de um acidente de … Continue lendo Sem rampa para o xixi

“Negro de primeira linha”

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, chamou Joaquim Barbosa, ex-presidente de nossa Corte Suprema, de "negro de primeira linha". Errou. E logo, sem meias palavras, se desculpou não somente ao homenageado do dia, mas "a quem possa ter ofendido ou magoado com esta frase infeliz". Disse ainda: "Gostaria de pedir desculpas sobretudo se, involuntária … Continue lendo “Negro de primeira linha”

“A exclusão me fortaleceu”

DESCRIÇÃO DA IMAGEM: a foto mostra Andreza com mãos na cintura olhando de frente. Ela usa um vestido com pedras em tom dourado e decote pouco acima do umbigoAlvo de piadas e apelidos maldosos nos tempos de escola e faculdade, Andreza Aguida não se escondeu do mundo. Em vez disso, se expôs ainda mais. Hoje, … Continue lendo “A exclusão me fortaleceu”